Representante da COPASA explica situação que envolve qualidade do abastecimento de água na cidade

Empresa divulgou gráficos e estatísticas sobre o investimento realizado em Arcos, desde o início da concessão dos serviços

 

A reunião ordinária desta segunda-feira (17) foi marcada pela presença do gestor de empreendimento de grande porte da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA), João Martins de Resende Neto, da cidade de Divinópolis.  Martins atendeu ao convite enviado pelo Legislativo na semana passada, por meio do qual eram solicitadas informações mais detalhadas acerca de todo o processo que envolve a qualidade do serviço de abastecimento de água no município.

Durante a reunião, que recebeu um bom público, foram exibidos slides contendo informações sobre os investimentos realizados pela empresa em Arcos, desde o início da concessão a ela outorgada, no início dos anos 1980. O material apresentado aos vereadores e plateia ainda continha estatísticas, projetos de expansão e obras em andamento, além de medidas emergenciais adotadas nos últimos anos, como perfuração de poços e aumento da capacidade de captação.

População deve colaborar

Segundo o gestor da COPASA, infelizmente a crise hídrica tem se intensificado no estado desde a década passada, e os problemas enfrentados em Arcos não são um caso isolado. Todavia, alguns procedimentos já se encontram em fase de finalização, e a expectativa é de que haja, em médio prazo, um aumento significativo na oferta de água. Isso não significa, de acordo com Martins, que a população deva relaxar e se exceder no consumo. Absolutamente.  “Todos devem se manter cautelosos e evitar ao máximo o desperdício, além de torcer para que chova com regularidade, a fim de alimentar os mananciais”, concluiu.

Outro tema discutido e amplamente abordado foi a falta de parceria e compreensão por parte dos donos de propriedades rurais próximas às regiões de captação, que simplesmente não permitem que a canalização passe pelos seus terrenos, o que dificulta extremamente o trabalho de distribuição.

A diretoria da COPASA ainda se mostrou muito confiante em relação a algumas das ações que já estão em curso, e que prometem dar um salto de qualidade no quesito abastecimento. Em primeira mão foi anunciado que a partir do ano que vem será consolidado um projeto para captação de água do Rio Candonga. As negociações já estão em andamento, e tão logo haja um acordo com os donos de terras locais, as obras serão executadas.